Dicas de 6 rosas para seu jardim que vão deixar muito lindo

As rosas são divididas em três grupos principais, sendo elas as rosas selvagens, que são as espécies de rosas naturais, as rosas velhas, que são as variedades e híbridos lançados antes de 1867 e as rosas contemporâneas, que vieram logo depois de 1867 até a modernidade. Para consequências práticos, dividimos as roseiras em 6 distintos equipes, de conclusão com as variedades possíveis no Brasil . Opção a sua favorita!

Mini-rosas:

As rosas em miniatura são a maestria em limitada escala. Sua jeito é parecido a da rosa híbrida de chá. Elas alcançam quase de 40 cm de altura e são excelentes para vasos e jardineiras, assim como para a educação de bordaduras e maciços baixos. São ótimas para jardins diminutos. Também prestam-se para adornar interiores por tempo restrito, porém com bastante charme. Plante com espaçamento de 30 cm entre as mudas. Não são bastante perfumadas . Existentes em diversas escolhas de cores.

Rosa arbustiva:

Todas as roseiras são arbustivas , então qual o porque dessa classificação ? O que caracteriza a roseira-arbustiva é seu aparência bem diplomado , com aspecto arredondada , folhagem densa , admirável tolerância ao gélido , afora de defesa a patologias e pragas superior que a mediania . Também exibem ágil progresso e necessitam algumas podas . Por estes causas , são roseiras ideias para o paisagismo . Elas se misturam e se combinam bem com as diferentes plantas , não permanecendo restritas a um “ parque de rosas ”.

Rosa híbrida-de-chá:

Essas roseiras tem como primordiais traços, desenvolverem ramos eretos e potentes, com um botão bem enorme e constituído na extremidade . Florescem ao extenso do ano . São roseiras desenvolvidas para utilização como flor-de-corte. Os bonitos buquês que vemos nas floriculturas são composições com essas rosas . Elas costumam ser mais exigentes em cuidados e adubação , sendo reservadas aos jardineiros mais experientes.

Rosa rasteira:

Este tipo de rosa é perfeito para a educação de maciços ou forrações por baixo de sol pleno. Elas se dissipam, cobrindo bem o solo. Costumam aumentar sobre suas próprias raízes, ou seja, não são enxertadas. São plantas robustas, resistentes a pragas e enfermidades e com flores em geral pequenas, fácil ou dobradas. Há variedades que florescem uma vez por ano e diversas com florações subsequentes.

Rosa sempre-florida:

Como o respectivo título disse, estas roseiras estão sempre em flor. As florações não são bastante abundantes, no entanto abundante ornamentais. Essas plantas tendem a aumentar verticalmente e são bem resistentes ao gelado. São utilizadas em partes aonde se deseje flores o ano todinho, como na acesso da residência, seguinte à perto da fronte, etc.

Rosa trepadeira:

As roseiras trepadeiras, apesar do título , não conseguem escalar de veracidade , com gavinhas ou raízes adventícias. Elas são arbustos escandentes, que lançam ramos longos, e estes conseguem ser conduzidos sobre os suportes. Conseguem florescer no decorrer o ano inteiro ou somente na primavera, de conformidade com a variedade.

Rate this post
SOBRE O AUTOR
Yasmin Vitoria
Olá eu sou Yasmin Vitoria, adora escreve diversos artigos como decorações de casamento, decorações de casa e uma grande diversidade de artigo. vai ser um prazer ter você como um leito dos meus artigos
RELACIONADOS

Deixe seu comentário

© 2022 - Dicas Simples Decoração – casa e jardim